10 dicas de como vender moda praia

Se você está interessado em como vender moda praia e não sabe por onde começar, confie em mim, você não está sozinho.

Como as temperaturas esquentam e as pessoas começam a planejar fugas para destinos com tempo quente, as pessoas procuram por opções de moda praia que se ajustem a suas personalidades e tipos de corpo.

Por isso, os pequenos varejistas  podem encontrar novos clientes, experimentar novos produtos e, em geral, fazer crescer seus negócios quando começam a vender on-line.

Para os varejistas estabelecidos, os primeiros passos em direção ao comércio eletrônico muitas vezes começam com a preparação do produto, seleção e integração de software e aprendizado sobre marketing digital e atendimento ao cliente.

O comércio eletrônico é um segmento de varejo em rápida expansão. Além disso, o comércio eletrônico é muito atraente para os varejistas que atualmente vendem apenas em lojas físicas.

Saber como vender moda praia pode ser muito lucrativo desde que os designs atraiam os clientes e tenham preços que correspondam ao seu valor.

Aqui está um guia rápido sobre como vender moda praia na internet e os fatores que você precisa considerar:

Como vender moda praia na internet

1. Entenda suas motivações

Este é potencialmente o fator mais importante.

Você notou uma lacuna no mercado? Isso é ótimo! Você quer atender a uma demanda? Isto certamente pode funcionar.

Você quer criar algo para si mesmo? Ou pode realmente ser algo que outras pessoas também podem/querem compartilhar?

Ser capaz de responder a estas perguntas e saber em que ponto você se encontra (pelo menos por enquanto) – o ajudará a se fundamentar em você mesmo e em sua ideia.

Isto o ajudará a compreender de forma honesta se você está criando algo que pode ser compartilhado com os outros (um negócio em funcionamento). Ao contrário de algo que é interessante apenas para você mesmo no momento.

Esta pode ser uma conversa dura de se ter, mas necessária – e tão boa para o negócio e para você mesmo a longo prazo.

Compreender suas motivações o ajudará a se sentir confiante o suficiente para criar (pesquisar e executar) uma linha/empresa na qual você acredita.

Isso te dará a motivação de que você realmente precisa para começar a trabalhar.

Sem mencionar a motivação que você precisará quando tiver um dia em que precisará de um empurrãozinho extra (o que realmente acontece!).

Então,  por que você quer saber como vender moda praia? Você acredita que isso vai funcionar?

2. Escolha seu público alvo

Para quem você está vendendo, pode afetar muito a forma como sua marca será criada.

Se você estiver vendendo para mulheres de alta renda, de meia-idade, você vai querer que seu negócio seja luxuoso e usar desenhos, cores e fontes para mostrar isso.

Preto e branco são um ótimo inicio para marcas de luxo. Se sua marca não é rotulada como “luxo”, tente brincar com cores diferentes, por exemplo, brinque com estampas e modelos mais ousados.

Porém, saiba a quem você está vendendo.

3. Nome da sua empresa

O primeiro passo é nomear o negócio. Pessoalmente, escolher o nome da empresa pode levar bastante tempo porque o nome deve fazer sentido para você e para os consumidores.

Escolha algo relevante para você e que se encaixa bem na personalidade da marca.

Por isso, recomendo escolher algo que soe bem, que se conecte estreitamente com sua marca, e que seja relevante para sua vida.

Definitivamente, seja original e único, você quer que sua marca se destaque entre os concorrentes.

Além disso, não torne o nome difícil de pronunciar ou de lembrar, você quer que o nome da sua marca esteja na língua de todos.

4. Desenho do logotipo

A princípio, esta é uma das partes mais importantes na construção da identidade de uma marca.

É aqui que sua criatividade e visão para sua marca realmente florescerão. Primeiro, pense em como você quer que sua marca seja vista.

É uma marca de moda praia de luxo, moda praia para crianças, etc.? Pense em quem é sua base de clientes, e como você quer que sua marca seja percebida. Seja único.

Não tenha medo de esboçar e desenhar um logotipo que possa diferir do “logotipo de lojas de moda praia” comum. Se você vir muitas outras marcas fazendo logotipos em texto simples, faça algo que se destaque.

Comece desenhando seu logotipo em muitas fontes e formatos diferentes até que você veja algo que você adora.

Não se desanime se este processo demorar mais do que o esperado. Você pode sempre mudar seu logotipo no futuro, portanto, não se preocupe se agora ele não for perfeito.

5. Faça um plano de negócios

Agora que você tem projetos e uma ideia de seu mercado alvo, você pode começar a fazer um plano de negócios.

O plano de negócios será seu plano de ação, portanto, quanto mais detalhado, melhor.

Ele deve conter detalhes sobre a criação de uma equipe, investimentos e finanças, plano de marketing, margens de lucro, todos os custos associados, projeções, preços e fabricação e produção.

Ele o ajudará a ver como é o mercado. Além de ajudar a identificar onde seus pontos fortes e oportunidades estão.

Esta consciência o ajudará a se sentir mais confiante. Ajudará a esclarecer suas ideias sobre como você gostaria de começar a construir seu negócio; e poderá até mesmo ajudá-lo a moldá-lo – em algo que funcione melhor para você e seu mercado a longo prazo.

6. Contrate um fornecedor de moda praia

Para preencher alguns dos detalhes de seu plano de negócios, você vai precisar da experiência de um fabricante de peças de moda praia que seja confiável.

O fornecedor que você escolher dependerá de vários fatores, incluindo os tamanhos dos lotes que você pretende produzir, os custos e o tempo de entrega. Você precisará decidir se a produção local ou nacional é a melhor para você. Para as empresas que estão começando, faz muito mais sentido vender localmente.

Um fornecedor de moda praia com experiência pode ajudar a melhorar seus designs para você, fazer padrões reutilizáveis que minimizem o desperdício, obter os melhores tecidos, criar amostras, cuidar de acessórios e medidas e produzir sua linha enquanto prioriza a garantia de qualidade.

Os custos de produção e processo de embalagem determinarão como você fixa o preço de seu produto e suas margens de lucro.

A Diana Fashion tem mais de 15 anos de experiência de mercado com uma grande coleção de estampas e modelos para revenda. Desse modo, para compras em atacado o mínimo são 6 peças e não é exigido CNPJ.

Sendo assim, você pode realizar os pedidos diretamente pelo WhatsApp +55 11 95186-6788 ou em uma de nossas lojas físicas no Brás!

O envio pode ser feito por correiosônibus de excursão ou transportadora.

Para a cidade de São Paulo há parceria com a Loggi e o pedido chega no mesmo dia da compra

7. Construção do seu website

A primeira coisa que você precisa fazer é comprar seu nome de domínio. Atualmente, há várias plataformas para isso.

Primeiro, eu recomendo que você comece pensando em como você quer que sua marca seja percebida. Se a marca for luxuosa, certifique-se de que seu website seja um reflexo disso.

No final do dia, seu marketing é o que está criando valor para seus clientes, portanto, certifique-se de que ele seja o mais atraente visualmente possível.

No início, você pode ainda não ter conteúdo criativo para usar em sua página, mas o ótimo é que você pode usar facilmente o conteúdo mais simples até construir um conteúdo mais elaborado.

Se você estiver tendo problemas para projetar seu site, recomendo encontrar um designer gráfico qualificado para ajudar. Além disso, há inúmeros vídeos no Youtube, que têm muitas informações sobre como criar um site bonito e de aparência única.

8. Preparar as descrições e fotos dos produtos

Em uma loja física, um cliente pode ver um produto na prateleira, segurá-lo e ler sua etiqueta. Mas, em uma loja virtual, o lojista precisa fornecer uma descrição, uma lista de especificações ou características, e uma foto ou vídeo mostrando o produto.

Alguns fabricantes e distribuidores fornecerão fotografias adequadas do produto e até mesmo descrições escritas, mas geralmente há dois tipos de problemas associados à obtenção de fotos e cópia desta forma.

Em primeiro lugar, a cópia não é única. A descrição do produto pode ser idêntica à descrição no próprio site do fabricante ou às descrições em uma dúzia de sites concorrentes.

Quando motores de busca como Google ou Bing escolhem quais sites a serem listados primeiro em uma página de resultados de busca, esses motores de busca não selecionam uma página nova usando uma descrição de produto igual.

Em segundo lugar, quase todo fabricante ou distribuidor fornecerá as informações do produto de uma maneira diferente.

Pode fazer sentido abordar esta tarefa em pequenas partes, escrevendo algumas descrições de produtos e processando algumas imagens a cada dia.

Também é possível contratar escritores freelance ou fotógrafos para ajudar a preparar as informações do produto. Quando você tiver uma descrição do produto e uma imagem para quase todos os produtos que você deseja no local de lançamento, você estará pronto para o próximo passo.

9. Mídias sociais

Em primeiro lugar, os executivos de marketing dizem que a mídia social está cada vez mais alimentando as compras, especialmente durante a baixa temporada, quando as vendas peças de moda praia geralmente diminuem.

Entretanto, é verão o ano inteiro no Instagram!

Desse modo, suas vendas também podem vir da conta oficial de sua empresa ou do feed do Instagram.

Hoje, a maioria das pessoas consome o conteúdo do Instagram, e o crescimento das vendas de moda praia podem ser atribuídas a ele.

Afinal, agora as pessoas querem peças de moda praia que sigam tendências! Afinal, mais tarde essas pessoas postaram suas fotos no feed e precisam estar dentro das tendências! Isso gera engajamento!

Por isso, recomendo criar uma conta Instagram, Pinterest, Twitter, TikTok, Youtube e Facebook para sua marca e estar postando nesses canais.

Quanto mais contas de mídia social você tiver para sua marca, maiores as chances de seu cliente em potencial tropeçar em uma de suas páginas.

No início, você pode não ter conteúdo criativo para postar, e não há problema. No inicio você pode postar algo em que seus clientes estariam interessados e engajados.

Esta é uma ótima maneira de construir um seguimento, mesmo antes de você efetuar a sua primeira venda.

Como a Instagram mudou seus algoritmos, é difícil crescer organicamente em números de seguidores sem pagar por propagandas. Na realidade, não é tão fácil para as pequenas marcas iniciantes construir seus seguidores como era há 5 ou 6 anos atrás.

Isto significa que você tem que ser único e publicar coisas que deem às pessoas um motivo para segui-lo em vez de seus concorrentes.

Além disso, permanecer consistente em seu Instagram é a chave para manter seus seguidores engajados.

Quer saber mais? Descubra os 7 passos para começar a revender biquínis na internet

10. Nunca perca a curiosidade

Nunca se pode subestimar, acima de tudo, o poder da curiosidade – em todas as etapas do processo.

Por exemplo, dê uma boa olhada no que há por aí (por exemplo, tendências de hashtags no Instagram, feiras, números de vendas).

Bem como, fale com os compradores/proprietários de lojas e pessoas em seu mercado-alvo. Isto poderia abrir seus olhos para oportunidades – e refinar seus negócios.

Além disso, não há tempo perfeito para começar.

Afinal, sua pesquisa e planejamento revelarão as coisas que você poderia começar agora, e coisas que levarão tempo para se desenvolver.

Do mesmo modo, lembre-se de dar a si mesmo algum espaço para dar seus próprios passos, do seu jeito. Você tem suas próprias forças e oportunidades, e como as coisas se desenvolvem funcionarão melhor com elas como um guia.

Lembre-se que um olhar curioso e uma mente aberta são importantes para começar a vender moda praia. Desse modo, as coisas evoluirão e mudarão. Elas também ajudarão a mantê-las em movimento.

Conclusão

Espero realmente que este artigo tenha dado alguma visão de como vender moda praia.

Lembre-se, você não tem que ser um gênio antes de começar. Basta começar!

E você vai continuar aprendendo à medida que for indo.

Em resumo, toda semana, faça uma lista de coisas que você precisa fazer por sua marca e, lentamente com o tempo, tudo começará a se encaixar.

Desse modo, estabeleça metas para a semana, e entre em cada semana com intenção.

Por último, mas não menos importante, não desista. O caminho será longo e, às vezes, você estará percorrendo-o sozinho.

Por fim, meu conselho mais precioso, não desista.

Continue insistindo, sobretudo quando ninguém acreditar em você, você deve acreditar em você.

Encontre amigos ao seu redor que o apoiem e o motivem a continuar.

Afinal, alguns dias serão difíceis, mas no final do dia vale muito a pena.